"E todas as tuas ofertas dos teus alimentos temperarás com sal; e não deixarás faltar à tua oferta de alimentos o sal da aliança do teu Deus; em todas as tuas ofertas oferecerás sal" - Levíticos 2:13.
Pr. Vilson Ferro Martins - Pode ser lida em www.vozdotrono.com.br - Exerça seu cristianismo; replique as mensagens; mantenha os dados autorais.

Em Números 18:19 lemos: "Todas as ofertas alçadas das coisas santas, que os filhos de Israel oferecerem ao Senhor, tenho dado a ti, e a teus filhos e a tuas filhas contigo, por estatuto perpétuo; aliança perpétua de sal perante o Senhor é, para ti e para a tua descendência contigo".

O que vem a ser esta "aliança com sal" ou "pacto de sal"?

Era costume que aqueles que estabeleciam um acordo entre si, usarem o sal em uma referência conjunta ou em algum ritual. Segundo as evidências indicam, esse costume originou-se da observação que o sal tem a capacidade de dar maior sabor aos alimentos e de preservá-los, o que pode simbolizar aquilo que se deve esperar dos pactos firmados, isto é, força, preservação, fidelidade, sem qualquer mescla com decadência ou hipocrisia. A lei judaica, em seu aspecto cerimonial, exigia o uso do sal em todas as ofertas de manjares; e é possível que fosse usado sal em todos os demais tipos de oferendas.

Apesar de que certas ofertas eram consumidas no altar dos holocaustos, a maioria das oferendas tinham uma porção que era entregue aos sacerdotes, para ser consumida. E o sal fazia parte necessária da dieta. Disto proveio o fato que o sal usado nas ofertas rituais, significava simbolicamente a perpetuidade e a fidelidade. Essa prática parece ter sido comum entre os povos orientais e não somente em Israel.

Convém lembrar que a Aliança que Jesus fez por nós, a Nova Aliança, tem como princípio tornar homens e mulheres que antes estavam sob o domínio do império das trevas em "sal da terra" e "luz do mundo" e não erroneamente apenas de forma ritualista e puramente humana e exterior pisar em sal, seja ele sal grosso ou qualquer outro sal, como ocorre em alguns lugares.

A proposta divina é "sermos sal" e não "pisarmos em sal" ou "banhar-se nele".

Portanto:

"Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens." - Mateus 5:13.

Amém!

Assine News

Inscreva-se para receber POR E-MAIL diariamente nossa palavra.
Nome
E-mail
Confirme E-mail


Artigos

Doe Agora

eBook - Livros!

   

Visitantes Online

Temos 321 visitantes e Nenhum membro online

Deus se importa

Se você precisa de uma palavra abençoadora para o seu coração, então clique AQUI.

Recursos

banner-monte-sinal